Viagens

Curitiba – a cidade no Brasil que você acha que não está no Brasil!

Oláá pessoal!

Hoje eu vim falar sobre Curitiba.

Eu sempre tive curiosidade de conhecer e nunca tivemos a oportunidade de ir e então resolvendo qual seria a viagem de começo do ano escolhemos Curitiba. E foi uma bela escolha.

A qualidade de vida oferecida pela capital paranaense faz de Curitiba um destino repleto de facilidades e atrações para os turistas. O bem-estar dos moradores é convertido em excelentes serviços para os visitantes, que encontram hotéis confortáveis, bons restaurantes, intensa agenda cultural e mobilidade de sobra para conhecer os cartões-postais, sempre emoldurados por bosques e praças. A sinalização eficiente e os meios de transportes modernos garantem circular por belas e inusitadas construções, como o Teatro Ópera de Arame, o Jardim Botânico e o Museu Oscar Niemeyer, além dos parques, como o Barigui, ponto de encontro de famílias e atletas nos finais de semana.

Nós ficamos no hotel Lancaster e fomos muito bem atendidos pelo pessoal do hotel e fica localizado bem no centro da cidade e bem próximo dos principais cartões- postais da cidade. Vale a pena da uma conferida, pra saber mais do hotel só clicar aqui.

O que fazer em Curitiba?

Como você já deve saber, lá tem os principais cartões postais do Brasil e o que mais me impressionou foi a estrutura para os visitantes. Todas as atrações tem estacionamento amplo e gratuito para quem vai viajar de carro ou vai alugar isso é uma grande vantagem. Além disso, quase todas as atrações são gratuitas. O que faz nós gostarmos ainda mais da cidade.

Várias vezes durante os passeios nós tivemos a impressão de não estar no Brasil, pela facilidade e cuidado e limpeza dos locais principais.

Nós ficamos lá durante 7 dias, mas acredito que uma viagem de 3 a 4 dias já dá pra conhecer quase todas as atrações da cidade.

Se você esse é o seu próximo destino, vou deixar aqui embaixo os locais em que visitamos e gostamos muito.

Jardim Botânico

Não poderia faltar né. O principal ponto turístico de Curitiba!

Uma bela construção em metal e vidro abriga 50 espécies de mata Atlântica. A moldura não poderia ser mais perfeita: jardins geométricos, esculturas e trilhas. Além disso, tem o jardim das sensações que pelo nome já diz tudo, você vai caminhando e sentindo vários cheiros e sensações diferentes. Uma excelente experiencia.

Ópera de Arame

O teatro abriga dois espaços: a Pedreira Paulo Leminski, ao ar livre e com capacidade para mais de 30 mil pessoas; e a Ópera de Arame, erguida sobre um lago, com estrutura metálica, paredes transparentes, camarotes e poltronas, abrigando 1.600 pessoas. A visita vale a pena, mesmo que não haja espetáculos em cartaz.

Uma curiosidade é que no local pode haver outros tipos de apresentação, não só ópera. E como nós fomos em janeiro (verão) o local estava extremamente quente e sem espetáculos em cartaz.

Feira de artesanato do Largo da Ordem

É uma feira famosa na cidade, que acontece aos domingos das 9h as 14h. Com várias barracas de artesanatos e artistas de rua atraem centenas de pessoas e é uma ótima opção se você for passar o fim de semana por lá.

No final da feira você encontra uma exposição de carros antigos, e para que curte é uma atração a parte.

Museu do Olho

Com uma programação dedicada à exposição de Artes Visuais, Arquitetura e Design. E um espaço expositivo de alto nível, o Museu foi colocado no roteiro das grandes exposições, antes restrito ao eixo Rio-São Paulo, e consolidou o complexo como uma referência nacional e internacional. Composto por aproximadamente 2 mil peças, o acervo guarda obras dos paranaenses Alfredo Andersen, Theodoro De Bona, Miguel Bakun, Guido Viaro e Helena Wong, além de Tarsila do Amaral, Cândido Portinari, Oscar Niemeyer, Ianelli e Caribé, entre outros.

Vale muito a pena a visita. Nós adoramos e nos dias de domingo o parque que fica na lateral do museu é um ótimo lugar para fazer um piquenique e descansar.

Relógio de flores

Fica localizado na praça Garibaldi e apesar de não ser uma atração tão badalada vale a pena dá uma paradinha e tirar aquela fotinha. Recentemente eu fiz meu tcc da faculdade com inspiração em relógios e uma das pesquisas era esse relógio de flores de Curitiba, então ver pessoalmente foi uma sensação bem legal.

Além disso, próximo ao relógio ficam localizados vários bares e restaurantes.

Praça do Japão

Numa área bem arborizada de 14 mil m², no bairro de Água Verde, está a Praça do Japão. Uma homenagem à imigração japonesa em Curitiba.

A Praça segue as linhas tradicionais dos jardins japoneses. Possui lago de carpas, 30 cerejeiras enviadas do Japão, cerimônia de chá (às quintas) e biblioteca.

Também vale a paradinha para dar uma espiada. 😉

Parques Barigui e Tanguá

Dois parques muito bonitos com uma grande área verde, excelentes para passar o dia ou para ver o por-do-sol.

Uma curiosidade é que os dois locais são usados em vários books de casamento pela sua beleza.

Hard Rock Café

Deixei o melhor para o final né?

O Hard Rock Café Curitiba está localizado no sofisticado bairro Batel, na Rua Buenos Aires esquina com a Comendador Araújo. O espaço também não deixa a desejar, com sua decoração na mesma linha das outras filiais o bar-restaurante conta com três pisos onde funcionarão três bares, quatro cozinhas, dois palcos, centro de eventos, além da loja da marca, totalizando uma capacidade para 1000 pessoas – 360 sentadas.

A única unidade do Hard Rock que opera no Brasil também não poderia deixar de ter o Memorabilia do Rock em suas paredes. A filial de Curitiba contém 130 itens de famosos que pertencem ao acervo da marca. como por exemplo, o disco de platina dos Rolling Stones, a guitarra Washbourne de Ace Frehley do Kiss, um casaco e um microfone usados por Michael Jackson, um bustiê da Madonna, entre muitos outros instrumentos, fotos com autógrafos e discos.

Nem preciso dizer que você não pode deixar de ir né?

No canal Re Gravando tem toda nossa viagem gravada. Dá uma passada lá e aproveita se inscreve no canal 🙂

Então é isso pessoal!

Eu amei a cidade, os lugares e me surpreendi muitas vezes em como as coisas funcionam por lá. Agora fica a pergunta, por que as outras cidades não adotam isso?

Um dia a gente chega lá né!

Até a próxima!

2 Comentários

Clique aqui para comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Eu sou louca por Curitiba, ja até compartilhei como foi minha visita lá. Sem dúvidas é uma das minhas cidades favoritas, tudo lá é tão bonito e eu fiquei super encantada. Adorei o seu post falando um pouco sobre.

Siga Nath por aí

Follow

Sobre mim

Siga Nath

Vamos lá, sou a Nath (meio obvio né rs), tenho 26 anos, casadíssima, adoro viajar, sou formada em design de interiores e nesse blog vou fazer o que faço de melhor: escrever! Vem comigo! #siganath

Booking.com